moda-masculina-3

O interesse dos homens pela moda masculina aumentou

6 setembro, 2018


O comportamento de consumo masculino mudou. Eles estão mais vaidosos e interessados por moda masculina e isso é reflexo de mudanças da sociedade. Uma pesquisa da Minds&Hearts, divulgada em 2016, apontou que 45% dos homens entrevistados assumem gostar de moda e afirmam buscar novidades, atualidades e lançamentos.

Eles estão mais abertos, deixando-se conquistar também pela indústria cosmética e pelos movimentos e atividades em relação ao bem-estar e à saúde. Um estudo da Euromonitor International comprovou que desde 2015, há um aumento no faturamento de produtos voltados para o público masculino e prevê que o mercado de moda masculina mantenha o ritmo crescente de 7,1% ao ano até 2019.

moda-masculina-3

O e-commerce tem um papel fundamental nesse crescimento por facilitar a busca por informações e produtos sem a necessidade de ir até uma loja. Mas o reconhecimento da masculinidade tóxica, que impõe padrões e diz o que o homem pode ou não fazer e sentir, também contribui para essa mudança de comportamento.

O conceito de masculinidade

Segundo o dossiê Brandlab do Google, divulgado em junho deste ano, existe um novo conceito de masculinidade que vem sendo debatido no mundo. Isso porque, o fato de romper com os estereótipos de gênero, fortalece a igualdade entre homens e mulheres e propõe um olhar diferente para a criação de meninos.

O documentário “The Mask You Live In”, de 2015, mostra como os padrões vigentes de masculinidade afetam os meninos desde cedo, com opressão e sentimento de inadequação (que não podem ser expressados).

A Nova Masculinidade, segundo o Dossiê, tem como propósito abranger todas as formas de ser homem, aceitando e acolhendo masculinidades livres de estereótipos opressores.

moda-masculina-3

Aqui no Brasil, já podemos notar certo interesse neste assunto com alguns dados divulgados neste mesmo Dossiê:

moda-masculina-3

Fonte: Google Insights

Ainda existe um longo caminho pela frente, principalmente em termos de igualdade de gênero, mas todas as marcas de moda masculina precisam ficar atentas para eliminar conceitos machistas e mensagens opressivas da sua comunicação e marketing, afim de se adaptar às mudanças que vêm acontecendo no comportamento das pessoas.

Se você trabalha com moda íntima masculina e quer se reinventar, entender melhor o seu consumidor e as novidades do mercado. Acesse o nosso e-book gratuito e fique por dentro das tendências!


Deixe um comentário