controle-de-estoque-2

Dicas de organização e controle de estoque do varejo

25 setembro, 2018


A maneira como uma empresa faz a gestão ou controle de estoque interfere diretamente no serviço prestado ao cliente. O estoque é, sem dúvida, o coração da sua loja, seja ela virtual ou física, afinal, um estoque desorganizado e com dados incorretos pode causar grandes transtornos.

Um comércio de roupas, por exemplo, precisa ter uma organização e controle de estoque apurado para não deixar de atender nenhum consumidor por falta de produto.

Essa prática lhe permite fazer compras mais conscientes, evitando desperdícios e faltas. Afinal, tudo isso se torna um prejuízo para a loja.

Então, se o controle de estoque é um obstáculo na administração da sua loja, não deixe de conferir as dicas que separamos para você!

  1. Realize inventários

Mesmo utilizando sistemas informatizados é bem interessante fazer inventários de tempos em tempos. Assim, você pode conferir se o número registrado no sistema é exatamente igual à quantidade de produtos que o seu estoque possui.

Além disso, o inventário te permite conferir quais produtos estão armazenados no seu estoque, mas não estão sendo expostos nas gôndolas; quantos produtos estão sendo perdidos por avarias, mau acondicionamento, fraudes, extravios, furtos e roubos e problemas com notas fiscais.

Se o seu estoque for muito grande, escolha um produto para ser verificado por dia, tornando o processo mais ágil.

controle-de-estoque-2

  1. Controle por planilhas

Sabemos que nem todos possuem condições de investir em um sistema para controlar um estoque, principalmente no caso de lojas ou empresas de porte pequeno. Por isso, organizar o estoque através de planilhas pode ser a salvação nesses casos. É um trabalho minucioso que exige tempo, mas vale a pena para evitar prejuízos.

Você pode personalizar a planilha de acordo com o seu ramo de negócio, mas as atualizações deverão ser feitas tanto na entrada quanto na saída do produto e o ideal é que isso seja feito instantaneamente. É importante conter nesse controle:

– Coluna de entrada e saída

– Código e descrição do produto

– Unidade de medida

– Registro de quantidade

– Registro de custos e fornecedores

  1. Use um sistema integrado

O software de gerenciamento de estoque é muito utilizado pelas empresas devido à sua eficiência e suporte dado aos lojistas. Ao escolher a ferramenta mais adequada, opte por aquela que lhe oferece um relatório e análise das peças vendidas, atualização constante dos produtos armazenados, rastreamento dos produtos (por numeração, cor, coleção), cotação de preços dos fornecedores e alerta sobre a necessidade de reposição.

Para encontrar um software com um bom custo-benefício, é fundamental que você avalie primeiramente quais são as suas necessidades para depois fazer uma pesquisa de mercado.

  1. Planeje em longo prazo

Use os dados fornecidos pelo seu sistema de gestão e pelos inventários para definir quais são os produtos com maior demanda, de quanto em quanto tempo deverá realizar as compras e também qual é o nível mínimo de estoque essencial para que você trabalhe com segurança.

  1. Tenha estoque separado por canal de venda

Se o seu negócio possui mais de um canal de vendas (como físico e online) é importante ter um estoque para cada um separado. Afinal, cada uma se comporta de uma maneira e atende públicos diferentes de certa forma. Separe as análises e dados para controlar com maior exatidão.

E pronto! Seguindo essas dicas vai ficar bem fácil ter o controle de estoque da sua loja em dia, para evitar passar por dificuldades na hora de vender ou comprar produtos. 

Fonte: Sebrae e Olist


Deixe um comentário