pesquisa-de-tendencias

Saiba como é feita a pesquisa de tendências

30 janeiro, 2019


4 min (tempo estimado de leitura)

Em alguns dias a Zanotti irá lançar seu novo trendbook, um material recheado com tendências que estarão em alta a partir de setembro desse ano, durante a primavera e o verão. Isso mesmo! A campanha traz as tendências dessas estações para 2019/20, inspirando as marcas e confecções na criação de novos produtos para as próximas coleções. Para enxergar tão longe, lançamos mão de uma ferramenta indispensável para a moda: a pesquisa de tendências.

Ela permite avaliar o comportamento do consumidor para antecipar o que as pessoas estarão inclinadas a usar no futuro. Esse estudo permite inclusive a redução de custos, pois bem realizada, impede a fabricação de roupas e acessórios sem perspectiva de decolarem no mercado.

Quer entender melhor como funciona? Mergulhe com a gente e descubra todas as vantagens de utilizar a pesquisa de tendências na sua marca, garantindo que você sempre esteja à frente do que seu cliente precisa e deseja. 

Afinal, o que é uma tendência?

Ela é um processo social de transformação do gosto e do estilo das pessoas em diversas áreas, entre elas a forma de se vestir. Algumas dessas mudanças são de curta duração e são chamadas de modismos, por serem passageiras, como as que surgem a partir de um personagem da novela. As mais longas, que irão perdurar por mais tempo, são classificadas como tendências.

E como elas surgem?

A partir de inovações ou mudanças econômicas, sociais ou tecnológicas, os padrões de consumo são alterados e incorporados aos poucos no comportamento das pessoas. Ela é um processo discreto, uma previsão que será confirmada ao sair das passarelas e se transformar em moda. Nem tudo se mostra acertado, é claro, mas possuir estas informações é importante para o processo criativo.

Como identificá-las?

Para prever o que vai funcionar e ser considerado popular ou sucesso é preciso observar. Portanto, é preciso analisar os vetores: eles são todas as expressões culturais como música, arte, tecnologia, cinema, design e arquitetura. Ficar atento ao streetstyle e ao que as grandes grifes apresentaram nos últimos desfiles também faz parte desse processo. A partir daí, buscam-se padrões, como a repetição de uma cor, de um novo corte de vestido ou de um acessório replicado várias vezes e por diversos agentes. 

Macro e micro tendências

A observação irá permitir uma coletânea de informações que poderão ser classificadas como macro ou micro tendências. A primeira abrange as mudanças em larga escala que afetam diferentes segmentos da sociedade e perduram por mais tempo, como o uso de frases com atitude em camisetas, que está em alta há algum tempo e promete continuar por mais estações. Já as micro são breves e pontuais, como a volta das cores neon nesse verão.

pesquisa-de-tendencias-2

Marcas grandes costumam investir bastante recursos na pesquisa de tendências, realizando até mesmo viagens internacionais na busca por referências. Para quem não dispõe de um orçamento tão vultoso, é possível usar a internet para pesquisar em sites e revistas especializadas, além de estudar o que é publicado nas redes sociais. A consulta em portais como o WGSN, líder mundial em tendências, e a Pantone, autoridade em cores, é essencial.

Embora indispensável, a pesquisa de tendências pode não ser 100% correta. Quanto mais longe procura-se enxergar, mais riscos de incertezas, já que acontecimentos inesperados podem alterar o mercado.

Lembre-se: a moda nasce, matura, satura e desaparece. Por isso, também é importante identificar em que estágio uma tendência se encontra. Há consumidores que preferem inovações, e outros que dispensam qualquer peça muito popular. Saber como se comporta seu público-alvo também faz parte desse processo.

A Zanotti disponibiliza anualmente revistas e e-books com as tendências de moda e comportamentos de consumo, além de vídeos e postagens nas redes sociais constantemente sobre as trends que estão em alta. Fique ligado!

Agora que você já sabe a importância da pesquisa de tendências, que tal conferir o que vai ser trend na moda íntima do inverno 2019?  

 


Deixe um comentário